• (83) 3241-7640 / (83) 98650-0774

    Brasil perde 738.000 vagas com carteira assinada no período de um ano, diz IBGE

    30/11/2017

    O mercado de trabalho no País perdeu 738 mil vagas com carteira assinada no período de um ano. O total de postos de trabalho formais no setor privado encolheu 2,2% no trimestre encerrado em outubro ante o mesmo período do ano anterior, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta quinta-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
     
    Já o emprego sem carteira no setor privado teve aumento de 5,9%, com 615 mil empregados a mais. O total de empregadores cresceu 4,3% ante o trimestre até outubro de 2016, com 179 mil pessoas a mais.
     
    O trabalho por conta própria cresceu 5,6% no período, com 1,208 milhão de pessoas a mais nessa situação. A condição de trabalhador familiar auxiliar aumentou 6,9%, com 142 mil ocupados a mais. O setor público gerou 132 mil vagas, um aumento de 1,2% na ocupação.
     
    Houve aumento de 123 mil indivíduos na condição do trabalhador doméstico, 2% de ocupados a mais nessa função.
     
    A taxa de desemprego de 12,2% registrada no País no trimestre até outubro foi a menor desde o quarto trimestre de 2016, quando estava em 12,0%. O País ganhou 868 mil postos de trabalho em um trimestre, ao mesmo tempo em que 586 mil pessoas deixaram o contingente de desempregados.
     
    No trimestre encerrado em outubro, o mercado de trabalho perdeu 37 mil vagas com carteira assinada em relação ao trimestre anterior, encerrado em julho. O contingente de trabalhadores sem carteira assinada no setor privado cresceu em 254 mil pessoas. Outros 326 mil indivíduos aderiram ao trabalho por conta própria.
     
    O setor público teve aumento de 88 mil postos de trabalho em apenas um trimestre. O emprego como trabalhador doméstico aumentou em 177 mil pessoas.
     



    Notícias


  • [15/02/2019]

    Amatra 13 reestrutura pós-graduação e inclui Direito Previdenciário

  • [24/01/2019]

    Estão abertas as matrículas para o ano letivo de 2019 da Escola Superior da Magistratura Trabalhista da Paraíba - Esmat 13

  • [22/01/2019]

    Lançado o Edital de Seleção de bolsistas – Turma 2019

  • [28/11/2018]

    MPT unifica seu entendimento pela possibilidade de desconto da contribuição de não associados ao sindicato

  • [20/11/2018]

    SBT é condenado a pagar R$ 100 mil por danos morais a Hermano Henning

  • [22/10/2018]

    O seminário “Violências no trabalho: enfrentamento e superação“ será promovido pelo Programa Trabalho Seguro e pelo Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem

  • [10/10/2018]

    STJ divulga entendimentos sobre honorários advocatícios e direito civil

  • [05/10/2018]

    Impenhorabilidade de salários pode ser mitigada por razoabilidade, diz STJ

  • [27/09/2018]

    Justiça determina reintegração de todos os demitidos pela Editora Abril

  • [25/09/2018]

    STF decidirá a quem cabe autorizar o trabalho de artistas mirins no teatro e na TV

  • [25/09/2018]

    STF fixa competência da Justiça comum para autorizar trabalho artístico de criança

  • [24/09/2018]

    Não é possível reduzir intervalo quando há compensação de horas, decide TST




  • Telefone / Celular (83) 3241-7640 / (83) 98650-0774 - Rua Antônio Rabelo Júnior, 161 - Miramar - Empresarial Eco Business Center, 9º andar, salas 911/912 - João Pessoa - PB